!DOCTYPE html> 2 3 4 5 6 7 8 9 10
11 38 39
 

Drenagem Linfática

Mantenha seu corpo em armonia com ele mesmo.​

A drenagem linfática é uma técnica de massagem que trabalha o sistema linfático, estimulando-o a trabalhar de forma rápida, movimentando a linfa até os gânglios linfáticos. Essa técnica foi desenvolvida em 1932 pelo terapeuta dinamarquês Vodder e sua esposa e, posteriormente, foi aprimorada, tornando-se popular.
A linfa é o líquido existente nos vasos dos gânglios linfáticos. É caracterizada por sua viscosidade, ausência de cor, por conter substâncias orgânicas e inorgânicas, resíduos e toxinas.
A principal função da drenagem linfática é acelerar o processo de retirada dos líquidos acumulados entre as células, e os resíduos metabólicos; encaminhando-os aos vasos capilares e, por meio de movimentos específicos, direcionando para que sejam eliminados. Essa técnica também estimula a regeneração dos tecidos, melhora o sistema imunitário, é relaxante e tranquilizante, combate a celulite e a gordura localizada e ainda melhora a ação anti-inflamatória do organismo.

De forma manual a drenagem é feita a partir de manobras com as mãos e com o polegar, movimentos combinados e pressão em bracelete.
É importante saber que essa técnica é contraindicada para pessoas com infecções agudas, insuficiência cardíaca, trombose, hipertensão, câncer, asma brônquica e bronquite asmática.
Uma pressão que cause dor pode romper vasos e formar hematomas, trazendo complicações para o quadro da cliente. Também se deve ter conhecimento de que os capilares linfáticos estão localizados logo abaixo da pele e acima dos músculos, portanto não existe "Drenagem Linfática Profunda", isto é propaganda falsa!
A Drenagem Linfática Manual é recomendada para o desaparecimento de inúmeras formas de edemas como, por exemplo, edemas pós-operatórios; o edema do braço depois de uma mastectomia; assim como os edemas pós-traumáticos, como os que aparecem quando se faz uma fratura.
Facial e Corporal Contra–indicação absoluta: pacientes com histórico de tumor maligno, tuberculose e infecções agudas. Contra–indicação relativa: pacientes com insuficiência cardíaca descompensada, insuficiência renal, presença de colostomia, asma bronquial, flebite, tromboses, tromboflebites, hipertensão. Casos como estes necessitam de autorização médica por escrito.

Dicas de beleza e saúde
Para clientes que estão fazendo drenagem linfática...
É preciso tomar em média 2 litros por dia de água, uma vez que as toxinas serão liberadas através da urina. Manter uma saudável e variada dieta alimentar, evitando frituras, gordura, álcool e enlatados. Incluir em sua rotina diária exercícios físicos. Recomenda-se não ingerir sal em excesso nem usar roupas justas.